Levante, o sistema caiu  

Daniel Lisboa
(Lambes do Mal)


︎ R$ 120,00

21x15cm — 116 páginas —serigrafia sobre color plus e papel seda —50 exemplares

Levante, o sistema caiu da Lambes do Mal é um manual de desobediência urbana. Nas páginas negras desse tratado pessimista encontramos o anti-fluxo, um atalho para lugar nenhum que pode nos leva à todos os lugares. Criamos uma narrativa do absurdo, um passo-apasso para o precipício, uma caminhada da destilação. Seguindo seu refluxo ou consultando-o pontualmente, o livro apresenta chaves improváveis para cadeados sociais, familiares, existenciais e religiosos. Rumar na direção contrária, destratar o senso comum, provocar a norma vigente são alguns dos antídotos propostos aqui para divertir e subverter o cotidiano. Sempre que o sistema cair, chute!



Longe, um mar movendo em meus ouvidos 

Yohanna Marie

︎ R$ 150,00




18x42cm— 34 páginas— serigrafia sobre papel paraná, vegetal e manteiga— 50 exemplares numerados

Uma carta para alguém e um poema para evocar o som. Num movimento de regresso a casa, coreografia de ausências que se completa quando se abraça. Longe, um mar movendo em meus ouvidos é feito de abraços-esboços, fotografias, escritos soltos, rasgos, costura e areia. Numa pretensa ideia de que um livro pode ser um mar, mover as ondas e desembocar tsunamis, maremotos, inundação. E que catástrofes também incitam cuidado.

Travessia

Agnes Cajaiba

︎ R$ 50,00




ISBN   978-85-64589-06-3
9x13cm—52 páginas— impressão digital sobre papel pólen bold e vegetal— cianotipia sobre papel 100% algodão— 50 exemplares

Na ilha de Madre de Deus naveguei com pescadores e marisqueiras, formando uma coleção de fragmentos de uma história não contada pela história hegemônica e invisível aos mapas oficiais. Travessia tece uma arqueologia do agora, enodando espaços da memória, paisagens marítimas, arquiteturas movediças. É, ainda uma linha que atravessa pessoas e suas memórias. O livro faz um convite de parar o olhar nas diversas camadas do infraordinario: um caminho de areia que agora é asfalto, uma textura na praia, uma alga que parece um corpo que dança, o azul profundo do horizonte.

Multidão

Lucas Moreira + GRIS (Lara Perl e Rafa Moo)

︎ R$ 80,00




ISBN  978-85-64589-05-6
16x23cm — 80 páginas — serigrafia e risografia sobre papel pólen bold — 50 exemplares numerados

Multidão reúne uma coleção de figuras que caminham e resistem nas ruas de Salvador e que em algum momento cruzaram com o antropólogo Lucas Moreira em suas deambulações pelo centro e pela orla marítima da cidade. Num processo de inventário afetivo, Lucas recorta os corpos dos ambientes onde foram fotografados e nos apresenta cada um em sua singularidade, ocupando uma página e se relacionando com aqueles que vem antes e depois, em um novo percurso narrativo. Editado pela Gris, o livro tem 80 páginas e é totalmente feito à mão, impresso em serigrafia e risografia, com tiragem numerada de 50 exemplares.

Vagalume

Clara Fernandes + Túlio Carapiá

︎ R$ 120,00




22x7cm (22x144cm aberto) 01 página serigrafia sobre lona de algodão tingida 50 exemplares

Vagalume é um livro de literatura ilustrada impresso em serigrafia sobre lona crua tingida. A narrativa contínua, mas não necessariamente linear, em formato de tira de tecido de 1,55 x 20cm proposta aqui, faz parte da busca por diferentes formas de expressividade narrativa gráfica/literária. Nesse sentido, tentamos criar um diálogo entre imagem e texto para que formem juntos um todo de imagem, sem hierarquias ou divisões. O livro procura captar a experiência dos bares soteropolitanos, ao mesmo tempo que procura extrapolar essa experiência através da ficção - a história de uma prostituta, uma cena de sexo e violência, uma siririca e uma cachaça.

Territórios Movediços

Felipe Rezende + Luma Flôres

︎ R$ 50,00




9x10cm— 24 páginas— serigrafia sobre papel paraná e risografia sobre papel pólen bold —100 exemplares

Territórios Movediços aborda realidade, espaço e simulação a partir de mapas da cidade de Salvador. De caráter labiríntico, tal como a velha cidade, suas dobras e traçados urbanos são caminhos por onde se desenrolam um diálogo imaginário entre trechos de Jorge Luís Borges e Jean Baudrillard, protagonizado por personagens que transformam de maneira imediata o espaço. Versando sobre realidade e especulação, esta mapoteca em ruínas questiona os domínios do visível e inapreensível na representação cartográfica. Funciona simultaneamente como território, livro e objeto escultórico, proporcionando diferentes possibilidades de leitura.

Templo

Pedro Marighella

︎ R$ 180,00
︎ R$ 230,00




ISBN  978-85-64589-07-0
18x18cm (56x56cm aberto) — 02 páginas, serigrafia sobre papel pólen bold — 50 exemplares numerados e assinados — 10 unidades dessa publicação compõem tiragem especial e são acompanhadas de disco Hi-Fi compacto com o fonograma “Eu sou a margem (Templo)”.

Num cruzamento de contextos, a ilustração de um dançarino do grupo de dança Oz Sem Limites Mc'z OFC e um fonograma pagode-espiritual registrado em vinil compacto, juntos, são convertidos numa suposição utópica, onde a experiência mística e sublime seria inventada pelos gêneros musicais mais populares na Bahia do começo do século XXI.

Diário do Pó

Leandro Estevam

︎ R$ 75,00




15x10cm— 40 páginas—impressão digital sobre papel pólen bold— 50 exemplares numerados e assinados

O livro Diário do Pó surge de uma série fotográfica de mesmo nome, produzida a partir doencontro entre diferentes elementos da paisagem natural, geralmente deslocados do seu lugar de origem. Folhas caídas das árvores, conchas afastadas da maré, penas encontradas no chãoao longo do meu deslocamento a pé por cidades do Estado da Bahia são a matéria prima paraconstrução de um diário da visual.
Colocar lado a lado, espécies naturais diversas visa ampliar a percepção para os mesmos, criar
relações de tensão/ harmonia, semelhança/diferença entre elementos múltiplos, mas que tem como ponto em comum aprisionar o momento daquilo que, por ser vivo, inevitavelmente se transforma no instante seguinte e é fruto de uma lugar, clima e momento específico.

Escuro

Leonardo França + Lia Cunha

︎ R$ 60,00







ISBN  978-85-64589-03-2
19x14cm— 46 páginas—relevo seco, impressão digital e tipográfica sobre papel color plus—50 exemplares—Tiragem especial de 10 unidades numeradas e assinadas é acompanhada de pulseira encadernada.

Escuro é um livro-pele que lhe convoca a um pacto poético: tocar sentidos nas veias e cicatrizes das páginas, encontrar o brilho das palavras. Concebido e criado no encontro entre a artista visual Lia Cunha e o artista do corpo Leonardo França, o aspecto tátil, verbal e vestível do livro faz da relação corporal sua aventura poética.
Os poemas de Leonardo França, as gravuras e desenhos de Lia Cunha trazem uma pulsão erótica pela vida tateando outras lógicas na escuridão da razão.
Este livro mescla diferentes técnicas de impressão: relevos secos criados com raízes e placas de metal na prensa, impressão tipográfica e impressão a laser. 

Marear

Taygoara Aguiar


︎ R$ 290,00




ISBN  978-85-64589-08-7
14x27cm— 08 páginas—cianotipia sobre papel 100% algodão— 50 exemplares numerados e assinados

Marear é uma cartografia afetiva composta por imagens de embarcações pesqueiras e de passeio dos portos de Plataforma, Solar do Unhão, Porto da Barra e Ilha de Maré, localizados na Baia de Todos os Santos, em Salvador/BA. Sua estrutura de madeira e papéis especiais, ao mesmo tempo é e abriga barcos e cianotipias sobre papel de algodão. Marear é um convite à invenção de narrativas e histórias possíveis dos barcos de fibra ou madeira, saveiros e traineiras presentes neste livro de artista. Naus que compõem a paisagem de grande parte da orla marítima da cidade e representam os barcos presentes nos espaços íntimos das memórias pessoais do autor/ designer Taygoara Aguiar. Memórias afetivas construídas, durante sua infância e adolescência, no subúrbio ferroviário e Ilha de Maré; e mais recentemente, nas vivências entre os barcos do centro antigo da cidade. O projeto gráfico parte de fotografias dos barcos de transporte e pesca da Baía de Todos os Santos e os seus respectivos nomes de batismo. Uma investigação gráfica e tridimensional expressa nas texturas, cores e tipografias presentes nas próprias embarcações registradas.


Ficha técnica
Produtor: Ilan Iglesias Editora/curadora: Larissa Martina
Designer: Vanessa Cersil 
Assessoria de comunicação: Cristiana Watanabe
Fotografias: Caixa de Fósforo

Vídeos: +1 Filmes
Realização